Inicio Loterias A história da loteria no Brasil

A história da loteria no Brasil

por Redação Lotometria

Quando citamos a história da loteria no Brasil, primeiramente teremos que demonstrar a história da loteria no mundo. Quando surgiram. Porque foram inventadas.

história da loteria

 

Os primeiros relatos chegaram de Roma no século III (218-222 D.C), quando o imperador Marco Aurélio na época da festa ao deus Saturno, distribuía bilhetes para os que ali estavam. Poderiam receber desde escravos até insetos como prêmios. Criando assim um sistema parecido com os das loterias atuais.

 

História das Loterias e Quando Começaram

 

O processo teve seu ápice por um determinado tempo mas entrou em declínio e praticamente desapareceu. Em 1519 na antiga Malineus, atual Bélgica, esse sistema voltou a ser utilizado. Cerca de 14 anos depois, sua expansão aconteceu no ocidente. A primeira cidade a aderir foi Paris, com a criação de casas lotéricas para o pagamento da anuidade ao tesouro estadual. Se tornou uma fonte muito rentável para os políticos da época. Logo outros países replicaram esse exemplo como Florença, na Itália, com loterias para o comércio de seus produtos. Há relatos de que a Basílica de São Pedro (Roma), foi construída com o dinheiro proveniente de loterias criadas com essa finalidade.

Mais tarde, na França novamente aproximadamente no ano de 1700, o governante da época, Luiz XV, fez uso das loterias para acumular dinheiro na tentativa de reestabelecer o que foi gasto nas guerras. Algum tempo depois, em 1793, esse sistema foi suprimido pela convenção. Em 1799, agora como República, a França voltou a fazer uso de loterias para arrecadação.

 

O início no Brasil

 

A história da loteria no Brasil, teve início com a implantação do sistema de loterias. Iniciou-se na cidade de Vila Rica, atual Ouro Preto, no estado de Minas Gerais, no ano de 1784. Consistia na utilização do dinheiro arrecadado através das loterias, para a construção de prédios públicos como a Câmara dos Vereadores e a Cadeia. O governo, com objetivo de evitar que o dinheiro fosse utilizado para outros fins, deu prioridade para que tudo que fosse arrecadado fosse destinado às Santas Casas, hospitais e orfanatos. Só foi regularizado no ano de 1844 através de um decreto do imperador da época, Dom Pedro II. Quando o Brasil se tornou República (1889), parte do dinheiro acumulado com esse sistema foi inserido na dotação federal. Como o governo viu que esse tipo de método trouxe muitas vantagens, foi efetuada sua regularização para segurança e prática legal em todo país.

 

Loterias Extintas no Brasil

 

Antes da regulamentação das casas lotéricas em nosso pais, já existiam muitas lotéricas. A mais antiga se encontrava no Rio Grande do Sul. Na época foi criada através de um decreto dos governantes do estado. Tinha a finalidade de arrecadar dinheiro para o hospital do exército que estava na guerra de farroupilha.

história da loteria

 

Na sequência foram empregadas respectivamente outras loterias nos estados do Brasil. No Pará, no ano de 1856; em São Paulo, no ano de 1939; no Rio de Janeiro, no ano de 1940; em Minas Gerais, no ano de 1944; no Ceará, no ano de 1947; em Pernambuco, no ano de 1947; em Goiás, no ano de 1951; no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, no ano de 1953; na Paraíba, no ano de 1955; no Paraná, no ano de 1956; no Piauí, no ano de 1959; no Espírito Santo, no ano de 1964; e em Santa Catarina, no ano de 1966.

Os encarregados de gerirem as loterias eram empresas particulares, selecionadas por concurso público. O grupo que mais ficou na regência foi o Peixoto de Castro. Até que o governo decidiu que, quem deveria tomar conta seria o poder público.

Isso nos mostra que é centenária a história da loteria em nosso país. Faz parte da cultura do povo brasileiro “fazer uma fezinha”. Afinal; quem não gosta de fazer um joguinho e sonhar em tornar-se milionário? O que está esperando? Bom jogo e boa sorte!

Artigos Relacionados

Gostaríamos de saber a sua opinião. Comente!